janeiro 29, 2017

Achas que sim?





Todos nós já nos vimos na situação de supra-sumo da barbatana, em que decidimos se damos ou não uma segunda oportunidade, no nosso superior egocentrismo, do alto da nossa presunção, lá temos o destino de alguém nas mãos…

E quase nunca pensamos ou melhor, recordamos, as vezes que nos foi dada uma segunda oportunidade, aquela apendicite que mais umas horas teria sido fatal, o acidente de mota que quase tirou a vida, quando ias como pressa para chegar a lado nenhum e não fora os reflexos estariam alguns dos teus restos numa sucata qualquer.

Quando temos o colega que num dia menos mau tem uma atitude menos própria e fazemos birra, quando és descoberto com “brincadeiras” que enchem o ego com um/a amigo/a virtual que não conheces de lado nenhum…

Somos tão pequenos, e temos a mania de nos tornar grandes quando das nossas decisões o rumo e felicidade de uma ou mais vidas depende.

Segunda oportunidade? Porque não! Afinal quantas vezes tiveste a tua?




"Agir, eis a inteligência verdadeira. Serei o que quiser. Mas tenho que querer o que for. O êxito está em ter êxito, e não em ter condições de êxito. Condições de palácio tem qualquer terra larga, mas onde estará o palácio se não o fizerem ali?"
Fernando Pessoa


Jack


6 comentários:

  1. Acordar é ter outra oportunidade de viver.
    Acredito que todos merecem segundas oportunidades e tenho feito os possíveis por não negar nenhuma...
    Medos. Todos temos. O maior de todos será o de um dia a vida acabar e perceberes que não fizeste nada com ela. Eu não tenho medo de morrer. Tenho medo do que não faço enquanto estou viva.
    Decidi viver. Decidi viver com alegria e fazer o possível por tornar melhor as vidas que toco.
    Quando dás, a vida arranja maneira de te devolver.
    Eu acredito!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não gosto de vidas vazias, como diz no vídeo, "não morra até ter morrido"

      Há sentimentos que não gosto, medo é um deles, mas o medo, é primordial, básico, e é o que nos mantém vivos, além disso, a coragem, não existe sem não haver medo!

      Bom ter-te por perto! Beijo

      Eliminar
  2. Nada é tão simples assim, nada! Mas sim, sempre que se possa há que viver o sonho.
    São engraçadas estas palestras, fazem-nos sentir medíocres e pequenos, uns nabos que até agora não souberam viver, como se a vida se resumisse tão só em ir por aí afora, vivendo o sonho que é nosso, mas que deixa para trás sempre outros para quem fomos o sonho porque correram. Complicadito isto.

    Boa noite JP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se por acaso, as pessoas acreditam nessas palestras, assim como ir à missa, a uma Mesquita, estar no alto da Serra a levar com o vento na cara, e com isso as faz levar uma vida mais leve, digna e com carácter. Porque não?

      Tenho uma amiga que diz, "é tudo bom, só a falta de carácter é que não!"

      Boa noite NN

      Eliminar
    2. Por vezes (quase sempre) não valorizamos as segundas oportunidades que a vida nos dá. Infelizmente *

      Eliminar