março 14, 2016

Teoria Darwiniana

Uma vez, disseram-me que tinha a mania de mim me atirar para a piscina sem saber se a mesma tinha agua!

Sim, sou ariano, impulsividade é o meu nome do meio, tenho a mania de fazer planos em cima do joelho, de decidir de um momento para o outro, tenho tido sorte, ou na falta dela, tenho-me adaptado às minhas asneiras, fazendo com que se tornem boas escolhas! 



Eu, eu mesmo...
Eu, cheio de todos os cansaços
Quantos o mundo pode dar. —
Eu...
Afinal tudo, porque tudo é eu,
E até as estrelas, ao que parece,
Me saíram da algibeira para deslumbrar crianças...
Que crianças não sei...
Eu...
Imperfeito? Incógnito? Divino?
Não sei...
Eu...
Tive um passado? Sem dúvida...
Tenho um presente? Sem dúvida...
Terei um futuro? Sem dúvida...
A vida que pare de aqui a pouco...
Mas eu, eu...
Eu sou eu,
Eu fico eu,
Eu...
Álvaro de Campos, in "Poemas" 

1 comentário:

  1. Não existem boas nem más escolhas.....existem escolhas e consequências ;)

    ResponderEliminar