janeiro 31, 2016

Se...

Se sou o que tenho, e se perder o que tenho, então quem sou?

Erich Fromm, psicólogo alemão.


2 comentários:

  1. Tu és. Foste e continuarás a ser o que és. Não te perdeste, não perdeste, apenas tropeçaste em mais uma pedra que encontraste no teu caminho.
    Quando deixares de seres quem és, aí poderás questionar-te sobre o que perdeste. Até lá, já conheces bem o caminho. Sempre em frente.
    Beijo Jack.

    ResponderEliminar
  2. Dúvidas existenciais?! :)
    Ora bem....
    Podes perder o que possuis fisicamente, mas o que tu és, quem tu és, permanecerá para sempre. Com mudanças é certo. Cada pessoa que entra na nossa vida acrescenta algo (por vezes nada de positivo, depende da pessoa...) mas não tem capacidade de levar nada permanentemente.
    Se não vê, até uma bússola de i... continua a ser uma bússola! :) :)

    ResponderEliminar