dezembro 01, 2014

Bichos



"Ao estudar as características e a índole dos animais, encontrei um resultado humilhante para mim."
Mark Twain



Algures no continente das origens!

Jack

novembro 05, 2014

Coisas que se lêem!

"Outra consequência importante da descolagem económica das grandes nações da Ásia é o acesso de centenas de milhões de pessoas a um modo de consumo de que estavam excluídas até aqui.

 Cada um pode sorrir ou indignar-se com certo excessos mas ninguém pode legitimamente contestar a estas populações o direito de possuírem o que possuem há muito tempo as populações dos países ricos; - o frigorífico, as maquinas de lavar roupa e loiça, bem como todos os produtos que os acompanham, automóvel familiar e o computador pessoal, a agua quente, agua potável e alimentos em profusão e também os cuidados médicos, os estudos, os tempos livres, as viagens, etc.

Ninguém tem hoje o direito moral e ninguém terá amanhã a capacidade efectiva de privar estas populações de tudo isso. Nem os governos, nem as super-potências, nem qualquer outro. A não ser que se queira impor em toda a extensão do planeta tiranias sangrentas e absurdas para fazer regressar esses povos à pobreza e servidão não vejo como se poderia impedi-los de fazer aquilo que são convidados a fazer há umas décadas, trabalhar melhor, ganhar mais dinheiro, melhorar as suas condições de vida e... Consumir, consumir, consumir."

 Amin Maalouf Em "Um mundo Sem Regras"

 Agora imaginem se os seis biliões de habitantes vivessem como os europeus os japoneses para já não falar nos americanos. Quanto tempo os recursos naturais do planeta iriam durar? Quanta gente anda a impedir que pessoas como nós tenham acesso ao que têm direito? Quanta conivência há nas grandes organizações mundiais? Governos, corporações económicas e instituições financeiras?



Jack 

junho 04, 2014

Oh criatura!


“Só há uma coisa na qual homens e mulheres concordam: nenhum dos dois confia em mulheres.”
H. L. Mencken



“Deus fez as mulheres belas. O diabo as fez espertas.”
Leonid S. Sukhorukov

Mas como se diz, não se pode viver sem!

Jack




maio 27, 2014

Questão de Matemática!



Questão de matemática.
66,6% não votaram, adicionamos mais os votos nulos e em branco 7,5%

Ou seja quase três quartos dos portugueses não votaram.

Agora, fazendo as contas, 8% dos portugueses votaram PS, 7% no PSD/CDS, 4% na CDU, 2% no MPT, e 1% no BE, e etc e tal.

Não fui votar...

Como não vejo qualquer alternativa na nossa classe política, e como cidadão responsável, não voto! E como eu a maioria pensa como eu.

 Além disso, as subvenções monetárias, atribuídas aos partidos políticos são dadas conforme o número de votos, assim sendo, e visto que nenhum partido político me serve, não vejo motivo para que receba dinheiro com o meu voto! Simples, não?

Por exemplo, contratas uma empresa para te fazer um qualquer tipo de serviço, essa empresa, demora a começar os trabalhos, ou mesmo não se vê inicio à vista! Que fazes? Vais pagar-lhe? Vais dizer que fizeram um bom trabalho? Ou simplesmente rescindes o contracto? Sem que lhe seja pago qualquer tipo de honorário. 

Enquanto não houver gente que trabalhe, e mostre serviço, não irei colocar o meu voto em qualquer força política!

Vou ler a constituição da república, para descomprimir!

Jack

maio 14, 2014

Estive a pensar!

 Face aos factos recentemente reportados e atitudes das nossas elites e dos nossos (des)governantes, que são de uma eloquência admirável, mas sem coerência, pergunto o que pensará um comum cidadão deste rectângulo?
Que exemplo tem, para fazer cumprir a sua palavra?
Qual será o tipo de (des)responsabilização? Se der o dito por não dito!?


Pergunto, (sim são questões hameléticas)
Educação, sem sabedoria.
Conhecimento, sem discernimento.
Acção sem discrição.
Erudição sem sagacidade.
Poder não justificado por credenciais.
Frases não baseadas na verdade.
Música sem melodia.
Adoração sem devoção,
Gente sem humildade,
um discurso que não inspira.
Que serve? 
Haverá alguém que tenha carácter e espinha dorsal neste país?
Jack

abril 05, 2014

A gente???


Há pouco nas notícias, em que se dizia que os estudantes eram parados em Vilar Formoso pela GNR e a Guardia Civil espanhola, na sua saída para as férias da Páscoa!

Uma estudante de uns dezoito ou dezanove anos, numa entrevista para as camaras da televisão, diz e passo a citar;

- "A gente vamos ficar sete dias, vai ser muito divertido!"

Pergunto, que raio é que esta gente anda a fazer na escola?

O problema com o mundo é que os estúpidos são excessivamente confiantes, e os inteligentes são cheios de dúvidas.
(Bertrand Russell)


Vou ali comprar a gramática do ratinho!

Jack

março 30, 2014

Envelhecer!




Joaquim Azevedo (ao que consta é professor universitário) defende que se pode incentivar os casais com medidas financeiras e de emprego, mas entende que o Governo está muito limitado nesta matéria.

«A questão prende-se muito com questões laborais e questões de emprego, e depois questões de incentivo e, portanto, financeiras, aos primeiros anos de vida das crianças. Eu creio que é aí que se tem que intervir em termos públicos, porque a intervenção pública e, nomeadamente, uma intervenção de um Governo, tem limitações muito grandes neste campo. Intervém só onde pode intervir, em variáveis muito exógenas à decisão de cada casal. Mas é evidente, também, que há questões que se prendem com a decisão do casal, que no fim do dia contabilizam essas condições de vida e de trabalho como questões centrais»(...)

(...)«As mulheres, em Portugal, são muito inibidas de terem filhos, senão mesmo coagidas a não terem filhos no contexto laboral. Eu tenho falado com muitas mulheres, jovens, em idade fértil, e que dizem que uma das principais, senão muitas vezes a principal razão para não terem filhos, é a questão do emprego e da persistência da relação contratual. Há uma ameaça clara às mulheres nos contextos de trabalho»

Cresci e vivi numa aldeia da Beira Baixa, desde sempre que tenho visto a população envelhecer, fugir do interior, desde sempre vejo o isolamento das pessoas, e só agora vem à baila que a população está a ficar velha e sem filhos!

Apeteceu sair para a rua todo nu e gritar EUREKA.

No reino animal quando há, fartura de comida, os predadores são poucos, as condições ambientais são favoráveis, a população de qualquer espécie tende a aumentar exponencialmente!
Não é preciso tirar um curso numa universidade qualquer.

A pergunta que se impõe:
-Somos ou não somos animais?

Vou ler A Origem das Espécies do Charles Darwin!

Jack

março 16, 2014

Melhores anos da minha vida!


Hoje, numa enquanto metia a roupa numa maquina de lavar roupa num país qualquer deste mundo, deparei com um tipo, troglodita, brusco, e indiferente, que trazia consigo uma moça simpática, que disse bom dia a quem estava, via-se que era uma mulher sensível, e com um olhar que desculpa tudo do seu brutamontes...

Lembrei de mim, há uns anos, em que pensava que era tudo passageiro, que tudo iria ficar bem, que a paz iria regressar, ah... A esperança, essa desgraçada, que nos faz perder tempo, e os melhores anos...

Melhores anos??? Pensei.
Aqueles não foram o meus melhores anos, nem são (actualmente) os da moça da lavandaria. Os melhores anos são quando olhamos para trás e sem qualquer tipo de ressentimento dizemos:
-Obrigado tempo!

O melhores anos não são aqueles em que na nossa inexperiência deitamos a vida janela fora, não são aqueles em que esperamos que tudo fique bem... Mas sim quando nos deitamos à noite e dissemos tudo o que tínhamos que dizer, e fizemos tudo o que podia ter sido feito.

Os meus? Já começaram ;-) E espero que a moça, comece os seu melhores anos o quanto antes!


(Vai um copo de vinho?)

  Jack

fevereiro 23, 2014

Copy paste (porque estou com preguiça)

Pode parecer um lugar comum, mas li este livro há milhões de anos (Nas Margens do rio Piedra sentei e chorei, do Paulo Coelho) e hoje mais que outro dia qualquer... E porque talvez me possam comparar a um canino... Acredito que a vontade de ser ou não feliz vem de nós próprios.

"Todos os dias Deus nos dá – junto com o sol – um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. Todos os dias procuramos fingir que não percebemos este momento, que ele não existe, que hoje é igual a ontem e será igual a amanhã. Mas, quem presta atenção ao seu dia, descobre o instante mágico. Ele pode estar escondido na hora em que enfiamos a chave na porta pela manhã, no instante de silêncio logo após o jantar, nas mil e uma coisas que nos parecem iguais. Este momento existe – um momento em que toda a força das estrelas passa por nós, e nos permite fazer milagres.

A felicidade às vezes é uma bênção – mas geralmente é uma conquista. O instante mágico do dia nos ajuda a mudar, nos faz ir em busca de nossos sonhos. Vamos sofrer, vamos ter momentos difíceis, vamos enfrentar muitas desilusões – mas tudo é passageiro, e não deixa marcas.
E, no futuro, podemos olhar para trás com orgulho e fé.

Pobre de quem teve medo de correr os riscos. Porque este talvez não se decepcione nunca, nem tenha desilusões, nem sofra como aqueles que têm um sonho a seguir. Mas quando olhar para trás – porque sempre olhamos para trás – vai escutar seu coração dizendo: “O que fizeste com os milagres que Deus semeou por teus dias? O que fizeste com os talentos que teu Mestre te confiou? Enterraste fundo em uma cova, porque tinhas medo de perdê-los. Então, esta é a tua herança: a certeza de que desperdiçaste tua vida.”
Pobre de quem escuta estas palavras. Porque então acreditará em milagres, mas os instantes mágicos da vida já terão passado. "


fevereiro 22, 2014

Por vezes sou...

Idiota, imbecil, insuportável, imberbe, impertinente, indecente, inominável, infame, inconveniente, incomportável, irreverente, irascível, intratável, insolente, ignóbil, impossível, inolvidável, interminável, insolvente,  incompreendido, indisciplinável, indiscreto, indiscriminado, indiscutível, indispensável, indisponível, indisputável, indissimulável...

(Inspira...)

indissociável, incomprovado, incomum, indolente, indirecto,
incomunicável, incomutável, inconcebível, inconciliável, incomestível, incomodante, incomparável, incompassível, incompatível, incompensado, incomplacente, incompleto, incomposto, indirigível, indiscernível...

Mas acima de tudo, e com todos os i's, sou inteligente!




Vai um licor beirão?
Jack

fevereiro 08, 2014

Pergunta difícil..



"Se te dessem oportunidade de viajar no tempo....que época histórica gostarias de revisitar e porquê?"

Eu faria uma viagem ao Far West ou Old West ou ainda Wild West.
Onde, imperava a lei do mais rápido. Os cobardes tinha vida curta, ou viviam uma vida escondidos, tentando semear intrigas, usando a traição para levar de vencida a sua reles e ignóbil vida.

Havia foras da lei e os xerifes, em que a justiça era feita na hora.
Um ladrão de gado tinha a sua sentença... a Forca.

Onde os homens resolviam as suas quezílias olhos nos olhos, deixando as crianças e mulheres em local seguros.

Dava-se valor à palavra dada, quem não cumprisse não duraria muito, respeitava-se o forasteiro que chegava à cidade,era recebido com desconfiança, sim... mas com cortesia, hospitalidade

Onde todos se ajudavam, onde se vivia em comunidade.

O tempo onde o respeito se conquistava pelos feitos, não pela língua...

Se voltasse atrás seria ali que vivia. sempre a cem, com a adrenalina nas veias, conheceria o Bill The Kid, Buffalo Bill, Calamity Jane, Jesse James, Wyatt Earp, e o grande Abraham Lincoln

"…um escape e um lugar de esperança para aqueles dispostos e capazes de tomar o futuro nas suas próprias mãos."

Eu sei que é estranho querer viver em terra e montado num cavalo
com um Colt à cintura, não sei se existe verdadeiramente a reencarnação (já li vários artigos mas não tenho opinião formada)
mas tenho a certeza que se há... Cowboy e Pirata já fui os dois...e continuo a
ser...

P.S Faltam Cowboy´s na nossa sociedade!
 Jack

fevereiro 02, 2014

Estive a pensar (2)


Todos falam o gajo que chega em primeiro, que ocupa o primeiro posto do pódio aquele mais alto e que diz numero um, elogiam-no... dizem que fez um bom treino e não foi em vão, esteve à altura do desafio, que fez por merecer a vitória, ou  dirão os invejosos,que teve sorte, é um leiteiro e teve uma vaca do caraças, a estrelinha dos campeões brilhou para ele, nasceu com o c*virado para a lua...

também falam muito do tipo que chega em terceiro lugar que esteve bem, se superou não se esperava isso dele já que não se dava um "tusto" por ele. O terceiro lugar é um bom lugar devido ao mau momento de forma que estava atravessar, ao fim e ao cabo nem esteve mal. 

Agora diga-me, e quem chega em segundo lugar? ... é o vice... só mais nada.
lá ganha a medalhita de prata vê-se no pódio.. e como por milagre desaparece... ninguém fala do individuo, é no mínimo inglório..

Será que ficar atrás do primeiro e á frente do terceiro é assim tão mau?...

Jack




janeiro 25, 2014

Estive a pensar!



Pensamento do dia, quase à noite... À noite, vá!

Se Adão tivesse comido a Eva em vez da maçã, estaríamos agora no paraíso a perguntar para que raio é que são as macieiras!

Mulheres... 

Jack

janeiro 03, 2014

The first one!

Após as festas, onde as supostas alegrias de fim de ano tentam apagar as "agruras" (citando os excelentíssimos juízes do tribunal do Porto) da vida do ano passado! 

Após um começo de ano a fazer quilómetros! Volto aqui ao tasco, escrever o primeiro blogue do ano! E eis que a "desinspiração" me assola! Grassa neste corpo cansado! A vontade de escrever esmorece com a falta de ideias!

Mas como costumo dizer, se não sabe o que fazer, atrapalhe, o importante é participar!

Assim sendo, vou dormir... Deixando os desejos de um ano que dê para resolver as merdas que deixamos para trás, para que no final do ano possamos dizer:

-Este, foi um ano fabulosamente fantástico! (A redundância e o pleonasmo, foram propositadas, e porque gosto!)


Jack