setembro 08, 2013

Às vezes também sou ridículo!





Sou como o sol que te queima a pele, sou a marca da alça do teu sutiã. Sou o chão que te falta quando me beijas. Sou o bocado que te faz inteira.

Mais que opostos que se atraem, somos peças de puzzles que se complementam.

Agua e erva verde.
Coiote e bip bip.
Noite e dia.
Café e insónia.
Música e bailarino.

Somos a soma das partes.

Matemática e álgebra.
Física quântica e átomos.
Termodinâmica e entropia.
O caos e a ordem.

Muito mais que opostos, somos parte um do outro!

3 comentários:

  1. Nem sempre abjecto e vil ser, insuportável, intragável, irascível, intratável, insolente, ignóbil, impossível, impertinente, indecente, inominável, peçonhento, nojento, energúmeno, alienado, descarado, desprezível, execrável, asqueroso, venenoso, pernicioso, odioso, ominoso, reles e tarado sexual. Um paranóico com esquizofrenia caótica. Autêntico abominável e perfeito anormal, com ataques de inteligência quase a roçar o ordinário e já agora... sem seres "bem ao tino".... mas! Se isto é ser ridículo... sê ridículo mais, muito, tantas mais vezes!! :D :D :D :D

    ResponderEliminar