dezembro 27, 2013

Descoberta fantástica!

Época de consumo desenfreado, ao observar as pessoas feitas formigas sem rainha, dou comigo numa das maiores constatações da humanidade! Logo a seguir à teorias da evolução das espécies!

Constatei, pasmem! Que nas grandes superfícies comerciais é o único lugar onde o ------------------------->


carro

É colocado à frente do -------------------->
burro/a 

E pronto, com esta observação vos deixo o desejo de umas boas compras, ups, festas, e um ano de 2014 fantástico!

Vou ali aos saldos!

Jack

dezembro 01, 2013

Razão emocional?



Por vezes queremos acreditar que o cérebro é todo-poderoso.

Que não há nada que não possamos aprender, nada que não possamos conquistar se mentalizarmos para isso.

Mas apesar da elegância e eficiência do cérebro... Há algumas coisas que o poder da mente não pode fazer.

Às vezes, quando enfrentamos um problema difícil... Não é o cérebro que pode resolvê-lo.


É o coração.

jack

novembro 30, 2013

Quando se sabe o que se perde?



alturas em que apetece desaparecer, sair desde mundo mesquinho, o problema é que, apesar dos astrónomos terem já descoberto vários planetas com condições favoráveis, são longe como o caral… Ainda não comprei um veiculo que consiga percorrer um Parsec por hora! 

Por vezes, gostaria de viver na “dark age”, ter uma ignorância cega, para não ter a angústia de saber o que estou a perder todos os segundo da minha vida. 

Seria bom que nada soubesse, que nada tivesse aprendido, assim não me teria que debater, com gente que pensa que sabe, com iluminados de luz negra, adeptos de cartões de títulos e diplomas! 

De que me serve saber tanto? (sem modéstia!) De que serve ter experiencia disto ou daquilo? Se sempre que há uma possibilidade de abrir uma porta, me deparo (após a porta aberta) com um muro de betão! 

Ser ignorante acaba por ser uma bênção, não tenho que me questionar, de saber porquê! Ando em modo automático, é isto que esta sociedade elitista gosta, autómatos! 

Infelizmente, e contra tudo e contra todos, vou continuar a agarrar-me à tábua, para não ser comida dos tubarões, a boiar em areias movediças, como a minha avó dizia, “não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe!” 

Não vou passar uma vida a agarrado a uma esperança, a bater em paredes de betão, não vou ficar a olhar para o fundo da caixa de pandora! 

Um dia virá em que vou dizer… 

Ainda bem, que não sou ignorante. 

Até lá… Vou continuar a estrebuchar, e dizendo palavrões, sempre me vou desafogando! E parafraseando Fernando Pessoa! 


Quero fugir ao mistério 
Para onde fugirei? 

Ele é a vida e a morte 
Ó Dor, aonde me irei?


Jack

novembro 25, 2013

Para quê?



O ser humano é o animal mais estranho que já tive a oportunidade de ver! Até há no jardim zoológico só que do outro lado das grades!Presos? Seguramente, numa gaiola dourada.

Os humanos adoram a confusão, correm atrás uns dos outros, como se fossem formigas sem a sua rainha. Agem compulsivamente, atrás de uma corrente invisível, tal como se ouvissem o canto da sereia, ao qual Ulisses se furtou com argúcia.

É estranho, mesmo que andes na rua, a respirar o ar frio, ao ver toda a gente que corre de um lado para o outro, olhando para o relógio, como se o tempo fosse subitamente acabar. Dás contigo na corrente que se arrasta. E quando pára, pensas:
Para quê? Que raio estou eu a fazer?

Tenho saudades da aldeia que me viu crescer, onde havia tempo para dizer bom dia. Roubar pêras, e mel dos cortiços para de seguida ir dormir à sombra dos pinheiros! Havia tempo para apanhar um escaldão, e ir pescar peixes à mão... Como o urso pardo agarra os salmões na época da subida do rio.

Apetece dizer :
-Vocês têm os (melhores) relógios, mas eu tenho o tempo. 

Jack

novembro 19, 2013

Tu...



A minha aldeia, finalmente, não é mais esse campo de batalha descrita numa enciclopédia qualquer, não é mais um dicionário em Braille, um álbum de fotografias antigas.

A minha aldeia já não é mais, uma carta de amor proibido, um planisfério de um tempo distante! Do tempo em que tu ainda não estavas!  

Jack

novembro 16, 2013

Chora‑Que‑Logo‑Bebes

Numas das manhãs em que tentava não acordar, lembrei do livro que a professora Delfina me tinha mandado para ler dizendo que iria gostar, O livro era As aventuras de João sem medo” de José Gomes Ferreira. Em que João quando decidiu sair da sua aldeia Chora‑Que‑Logo‑Bebes encontrou um letreiro no muro que rodeava a floresta que dizia:


Devo muito à professora Delfina. A minha professora da terceira e quarta classe.  sim, devo-lhe muito. Foi ela que me meteu o bichinho da leitura no corpo e foi por causa do letreiro no muro que decidi por toda a minha existência andar espantado de existir, é bom ter o sentido do maravilhoso e por consequência, sentido crítico. Foi isso que me fez despertar, que a apatia a nada me servia, decidi arranjar companheiros novos, os livros, que ninguém me iria ensinar, iria aprender sozinho.


Jack

novembro 12, 2013

Luzes



Saí do pé de ti ontem... Já o sol se tinha ido embora, dando lugar à luz ténue dos candeeiros. 
Pareciam que adivinhavam o que se iria repetir. Sinto saudades, raio das luzes dos postes. Estou a ser mau, a parca iluminação nocturna não tem culpa e se saudades não sentisse de certeza que me iriam fazer falta é algo como a lâmpadas de luz amarelada ao longo da estrada de dia não se vêem e de noite são precisas. 

És sol... 

E quando vais... 

Raio das luzes... 

Acabo sempre por colocar a culpa a quem brilha menos.


Jack

novembro 10, 2013

Crónicas de ( Ridick, mas não sou alien) um gajo qualquer!



Dez e meia, acordo meio esgrouviado, com alguém a dizer: Ah, a minha cunhada convidou para ir almoçar a casa dos sogros dela!

Primeiro, a negação, que raio vou fazer a casa de quem eu nem sequer conheço! 

Depois, a interrogação! Que é que ficas aqui a fazer sozinho?

A minha vida tem um propósito e um sentido! Não estou aqui para preencher o espaço ou ser figurante no filme de outra pessoa! O mundo (tenho a certeza) seria diferente se eu não existisse, cada lugar onde estive, cada pessoa com quem já falei, seriam diferentes, sem mim! 

Estamos interligados, e somos todos afectados pelas decisões, e mesmo pela existência daqueles que vivem connosco.

Posto isto, a aceitação, lá vou eu cortar a barba e botar uns trapos lavados, para ir ao tal almoço!

Estranho, ainda há, gente de antigamente, que te acolhe, te faz sentir (quase) em casa! É bom sentir, que num mundo de "chaqu'un pour soi!" Há quem seja genuíno, e desprendido!

Temos dias assim, num mundo estranho, em que ficamos surpreendidos com valores que ainda existem, mas que se estão a extinguir... Infelizmente!

A humanidade, por vezes toma a rédeas, e tenho a certeza que irá ganhar!


Jack



novembro 05, 2013

Duvida! (das grandes)



Se de frente a Deus somos todos iguais!

A pergunta que se impõe é....

Então e de perfil?

Jack.

outubro 30, 2013

Nostalgia irónica!



Se mostrasse uma coisa destas à malta de agora a pergunta lógica seria...
-Onde é que se mete o cartão de memória?


Ou  se vissem isto! Pergunta que se impunha...
- Quantos megas têm?


A maioria da canalha perguntará ao ver isto!
- Quanta RAM é que tem?

Evoluiu-se... É um facto, mas perdeu-se tanta coisa, e os Valores de ser gente, ficaram para trás, é pena!

Um dia hei-de ver isto a dar uma grande volta, e eu da minha varanda vou assistir tal como os velhos dos marretas! Sim... que ironia e sarcasmo tenho como eles!



Jack


outubro 25, 2013

Des...evolução


Imaginem se os smartphones tivessem aparecido no Período Paleolítico?

Seriamos uma presa fácil para o tigre dentes de sabre e seus compinchas!

Durante toda a evolução que nos permitiu chegar aos dias de hoje - o Homem juntou-se em grupos como método de defesa natural.

 Nos dias de hoje, graças à tecnologia que nos permite estar em todo o mundo, acabamos por deixar de estar no local onde fisicamente estamos, abrindo a porta a simples furtos - como se já não fossem uma praga suficiente mesmo no tempo em que as pessoas estavam atentas ao que se passava em seu redor. 


Embora seja compreensível a vontade das pessoas em "espairecer" e colocar as notícias em dia, falar com os amigos, jogar os seus jogos favoritos... 

talvez não seja mau relembrar que há ocasiões para tudo, e que por vezes melhor será estar um pouco mais atento às coisas que realmente estão à nossa volta do que preocupado com o que se passa no ecrã do smartphone.



Agora vou ali ver se o meu tijolo já carregou!

Jack

outubro 18, 2013

Merdices!



(...)Alegres camponeses, raparigas alegres e ditosas, 

Como me amarga n'alma essa alegria! 
..................................................................... 
Nem em criança, ser predestinado, 
Alegre eu era assim; no meu brincar, 
Nas minhas ilusões da infância, eu punha 
O mal da minha predestinação. 
..................................................................... 
Acabemos com esta vida assim! 
Acabemos! o modo pouco importa! 
Sofrer mais já não posso. Pois verei — 
Eu, Fausto — aqueles que não sentem bem 
Toda a extensão da felicidade, 
Gozá-la? 
..................................................................... 
Ferve a revolta em mim 
Contra a causa da vida que me fez 
Qual sou. E morrerei e deixarei 
Neste inundo isto apenas: uma vida 
Só prazer e só gozo, só amor, 
Só inconsciência em estéril pensamento 
E desprezo(...)
Fernando Pessoa

Tenho saudades em que dormia das nove da noite até às seis e meia seguido! Sem ter que abrir os olhos, por qualquer tipo de razão e/ou motivo, em que a responsabilidade era só mesmo de acordar para o sol ver nascer!

Gostaria de voltar ao tempo em que com mil escudos no bolso era o homem mais rico do mundo! 

Ah, saudades de nada ter! agora que tanto tenho e nada é meu! Como diz o Fernando

Já não tenho alma. Dei-a à luz e ao ruído, 

Só sinto um vácuo imenso onde alma tive... 

Jack





outubro 10, 2013

Sabes ler?



A preguiça mental está no seu auge! Parece que ninguém pensa por si! Um exemplo flagrante, é quando o presidente da República, ou o primeiro ministro faz uma declaração ao país, vêm logo a seguir um batalhão de comentadores a tentar traduzir o que eles acabaram de dizer!

Há também os ("opinion makers") comentadores de domingo à noite, que vêm dizer isto e aquilo sobre tudo e mais alguma coisa! Seremos nós burrinhos que não entendemos português? Será que não temos o direito de pensar? E de ter a nossa interpretação das coisas?

Parecem pastores, a guiar o rebanho, a chamar a amarlita, riscadita, o talego! Há outras formas de nos distrair do que realmente importa,  as novelas, séries, o big brother, Fátima Lopes, o Luís Goucha! Uma forma fantástica de castrar o pensamento próprio e livre!

Refiro-me ao sentido crítico! Na maioria dos casos as pessoas acreditam no que ouvem e no que lêem! Se lerem que não sabem ler... É logo o paradoxo que, se não sei ler... Que raio é que estou a fazer agora! 

Depois há toda uma panóplia que se cria para nos abstrair do nosso lado pensador...

Segundo este blog tu não sabes ler, ;)

Jack

outubro 02, 2013

O rectângulo


Nunca pedi nada ao estado que já não tivesse pago, trabalho desde os 13 anos, estive de baixa 2 vezes! E por menos de 3 semanas.

Sempre paguei os meus impostos, nunca falhei com a mensalidade para a hipoteca da casa, não tenho passado fome, por enquanto. 

Uma altura houve que me dirigi a uma instituição pedindo ajuda, disseram que tinha uma casa. Talvez pensassem que a minha dieta tinha mudado, e que tinha assim de repente começado a comer cimento, e madeira.  

Sou omnívoro sim! Mas ao contrário das térmitas ainda não como casas!

Que fazer quando o teu próprio país te diz, não serves! Tens que ter isto e aquilo! Tens que ser desempregado, tens que ter o 12º ano, tens que ter licenciatura, CAP, CAM, 60 anos de experiência, conhecer o Sr, Ex, Dr, Eng... não sei quê!Tens que votar PSD, ou PS, Tens que ter cartão disto e daquilo!


Quando acabei a escola a escolaridade obrigatória ainda era o 6º ano! Citando a constituição portuguesa!

Artigo 13.º
Princípio da igualdade

1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.


2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.


País de gente tacanha, ainda bem que para ir embora daqui, não preciso de um diploma! Ou certificado de formação!

Obrigado Passos Coelho!

Jack

setembro 22, 2013

Plano A




Quando a escolha óbvia é baixar os braços, quando o único caminho é te encostar ao muro que não te deixa avançar... E quando desistir é a opção do momento. 

Lembra-te, o sol quando nasce faz um grande espectáculo, contudo maioria de nós, continua a dormir! E não é por isso que amanhã não te vai dar a sua luz e calor!

 Houve quem não desistisse de dizer que a terra é redonda! Que o tempo não existe sem o espaço... 

"Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?

Ó príncipes, meus irmãos,
Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?"

Álvaro Campos

setembro 20, 2013

O que guardamos?

Valerá a pena?

setembro 13, 2013

Nós por cá...



Nós por cá, sempre a mesma história! Nós por cá, calamos e olhamos para a calçada como que maravilhados com os calceteiros que outrora fizeram tal obra!

Nós por cá... Continuamos a calar (quem cala consente) as injustiças, os cortes, os regimes de excepção!

Por cá, nós, continuamos a tolerar os prémios dados às elites económicas, os ditos crimes de colarinho branco, que esses são de uma impunidade de bradar aos céus! Nós por cá, encolhemos os ombros às regalias dadas a poucos com o sofrimento de muitos... 

 Nós por cá, é um "laisser faire" que até mete dó! Ouvimos com atenção os fazedores de opinião do telejornal das 20, dizemos- "ah, ele é que fala bem e tem razão!" e vai de partilhar no Facebook. Depois de cinco minutos amnésia total! 

E lá voltamos a olhar para a calçada! Que bonita que ela é!

 Nós por cá, é quem tem a qualidade de lambe botas, de graxa, de andar a chupar o carl .... (perdoem a vulgaridade) ao chefe é que sobe na carreira. Não é quem chega a horas ao trabalho, não é quem dá o litro durante o dia lavorativo! 

Nós por cá temos as empresas de trabalho temporário que, fazem ofertas de salários irrisórios, (dumping salarial) e temos pessoas que se sujeitam a esses salários! 

Nós por cá, mantemos os mamões da ACT que deixam fazer dias de trabalho com 14 e 16 horas, para os patrões (é uma maravilha, assim fazem o serviço com meia dúzia de gatos pingados completamente cansados!) encherm os bolsos!

Nós por cá... somos uns bananas!


Jack

setembro 11, 2013

Dos dias de hoje!


Um gajo das obras a ouvir "canon & gigue" de Johann Pachelbel, algo inédito num dia da semana qualquer.

Sentado no banco do jardim da vila, jardim, esse que tem um pequeno parque de diversões para crianças, vejo uma mãe com uns trinta e poucos anos atrás da filha com um copo de iogurte, numa triste figura tentando em vão que a pequena vil criatura se alimente.

Penso, se fosse a minha avó (se ela pudesse na altura dar o dito iogurte) pregava-me um estalo para estar quieto, dava-me o iogurte para as mãos e só ia brincar depois de acabar de comer!

Eu sei, a minha infância não é de todo um bom exemplo para ninguém. A canalha de hoje, não tem que beber água da valeta, não tem que alombar com um enorme tronco durante uns bons quilómetros para ter lenha.

Hoje não têm que andar a pé para ir para a escola, não começam a trabalhar com treze anos de idade, já não têm que passar horas à espera da camioneta para ir para casa, não comem comida do dia anterior, eu passava a semana a comer sopa de feijão.

São outros tempos, de facto, mas não obstante, andam a criar uma geração de enjoados mesquinhos e prepotentes!

Raio da música não acalmou esta mente, vou começar a ouvir "Calcinha Preta"


setembro 08, 2013

Às vezes também sou ridículo!





Sou como o sol que te queima a pele, sou a marca da alça do teu sutiã. Sou o chão que te falta quando me beijas. Sou o bocado que te faz inteira.

Mais que opostos que se atraem, somos peças de puzzles que se complementam.

Agua e erva verde.
Coiote e bip bip.
Noite e dia.
Café e insónia.
Música e bailarino.

Somos a soma das partes.

Matemática e álgebra.
Física quântica e átomos.
Termodinâmica e entropia.
O caos e a ordem.

Muito mais que opostos, somos parte um do outro!

agosto 21, 2013

(E)Vidência!





Herdeiro e descendente de uma das maiores famílias de evidentes, "Oquesabetudo" iniciado aos sete anos de idade com mais de trinta e um anos de experiência, teve seis meses que contaram a dobrar!

O seu poder pode ajuda-la/o a resolver todos os P R O B L E M A S mesmo que seja ao longo de vários anos , álcool, agua oxigenada, mau olhado, estrabismo, miopia e areia nos olhos, problemas financeiros, afectivos,emocionais, também depressões, insucessos, curo para cima de vinte tipos de
doenças... ( o ácido acetilsalicílico é fantástico)

Tenho cura também para ataques de caspa e para o flagelo do século, as unhas encravadas!
Antecipo vários perigos e dou as devidas sugestões para os evitar.
 Exame ao e de sexo para poder enfrentar as suas vicissitudes, e ter força para enfrentar o dia a dia...e não não vou recomendar o royco cup a soup nem Red Bull. Primo pelos produtos biológicos!
Resultados garantidos a 89,723419993% trabalho sério e nem por isso rápido.

Contacte-me por MP ou Mail, se decidirem escrever não se esqueçam de colocar selo, os CTT não gostam de trabalhar grátis Quer começar uma vida nova!!?? Não perca tempo...24 horas à disposição excepto quando trabalho e durmo... ou quando estou a dar consultas!

Podem pagar em cheque, dinheiro, géneros, com o corpo, jóias (vão-se os anéis, ficam os dedos não é?? )

Jack

julho 13, 2013

Ups!



Chegas a casa de rastos, depois de um dia de trabalho em que toda a gente decidiu atazanar a cabeça, um dia em que te apetecia mandar tudo para o ar. 

Entras em casa, o gato vem fazer a habitual recepção  a exibir a sua cauda que mais parece a de uma raposa. Com sempre vais à casa de banho, onde te sentas na sanita e te alivias das coisas que carregaste o dia todo, jogas um jogo no telemóvel, folheias a revista que se comprou na quinta-feira passada. 
Sentes um alívio e um sossego! Como nada mais interessasse no mundo. 

Quando te levantas, ajeitando as roupas para ficares apresentável, eis que ouves um estrondo!

 CATRAPUMMMMM!!!!!! 

Ficas com os pelos eriçados como os do gato quando vê o cão da vizinha, os teus olhos quase que saem das orbitas, o teu coração passa das 67 pulsações por minuto para as 184! As roupas caem-te das mãos, ficando na mais decadente figura do século XXI! 

Olhas para todo o lado a tentar perceber o que aconteceu… 

Foi a tampa da sanita que caiu, respiras de alívio, recompões-te, respiras fundo, sais da casa de banho como nada de passasse… 

É só mais uma das vergonhas que não irás contar a ninguém! 

Jack

junho 21, 2013

Desliga, se puderes.


"O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade."
Albert Einstein



Quando se dá mais importância a um, só porque faz vender mais... Aí se vê que não adianta andar a ver telejornais e a comprar qualquer tipo de imprensa. 


Jack


junho 01, 2013

Coisas... E lousas.

Quando se põem pedreiros a cortar carne.
Ou dá uma sarrabulhada, ou uma enorme quantidade de carne estragada...
                                                                  Jack

maio 29, 2013

Utilidades

Usa-o!

maio 21, 2013

Complicómetro.





Porque é que se complica o que é simples?

Será que tornar as coisas simples é uma forma de AI? De inteligência extra terrestre?

É possível que ainda não se conheça o conceito KISS (keep it simple stupid)? Deveria haver uma disciplina na escola e/ou uma formação para adultos em como simplificar as coisas, a vida, as palavras, as contas... etc e tal e coiso!

Ao ver certas situações e formas de agir, dou comigo a pensar, é muuuuuuuuiiiiiito complicado ser simples, PQP!

Descompliquem pah!!! será assim tão complicado??? 

Jack


abril 24, 2013

A Propósito!

À luz dos recentes acontecimentos... 

Tive que alterar uma verdade (que pensava ser) empírica, a Morte é diferente dependendo do sitio em que se perde a vida.

Se se tens a sorte de morrer nos EUA, serás um mártir, digno de homenagem publica. Se por acaso te tornas cadáver no Médio Oriente ou na Ásia... Talvez, e se não houver mortes no continente Norte Americano, serás digno de uma "notazita" de rodapé! 



Há momentos em que me envergonho ser humano.


Jack

abril 16, 2013

Anti-social?

Há algo de podre no Reino da Dinamarca.

Vivemos numa sociedade que dita as regras, julga, impõe, diz com não se deve fazer, recomenda, ordena, manda tomar xanax ou valium ou talvez nenhum dos dois...

Se repreendo o meu cão, sou um monstro insensível, se não lhe digo nada sou uma pessoa negligente e sem formação. 

Por vezes lembro a velha história do velho, do rapaz e do burro.

É pena que se deixe de ser, para parecer o que não se é.



Se reino tivesse, gritaria:
- UM CAVALO! ... O MEU REINO POR UM CAVALO!

Jack

abril 04, 2013

Somos nós...




A calma é como um rio que flui, a nós de decidir se queremos águas serenas ou turbulentas. 

Jack 

março 13, 2013

Vida doce ou doce vida...

Seja como for, tem doce...

No fim de semana revi um dos melhores filmes (na minha opinião) que os gajos da madeira sagrada fizeram.

Forrest Gump, com fantática interpretação do Tom Hanks.

A frase que fica.

"Live is like a box of chocolates, you never know waht you gonna get."


Jack.

fevereiro 28, 2013

Estive a pensar....

É uma enooooooorme falha!!!!

Há que condenar os responsáveis!!

Será presidente da câmara? Ou presidente de câmara?







Será quarto de banho? Ou quarto do banho?







Porque será tão dificil de cumprir a lei?

Estes 3 parágrafos são claros... clarissímos, aliás, admira-me uma lei tão clara!!
  

"1 - O presidente de câmara municipal e o presidente de junta de freguesia só podem ser eleitos para três mandatos consecutivos, salvo se no momento da entrada em vigor da presente lei tiverem cumprido ou estiverem a cumprir, pelo menos, o 3.º mandato consecutivo, circunstância em que poderão ser eleitos para mais um mandato consecutivo.
2 - O presidente de câmara municipal e o presidente de junta de freguesia, depois de concluídos os mandatos referidos no número anterior, não podem assumir aquelas funções durante o quadriénio imediatamente subsequente ao último mandato consecutivo permitido.
3 - No caso de renúncia ao mandato, os titulares dos órgãos referidos nos números anteriores não podem candidatar-se nas eleições imediatas nem nas que se realizem no quadriénio imediatamente subsequente à renúncia."

Foram todos unânimes (todos=partidos do parlamento) em não clarificar a lei, acho bem... Eu não vejo qualquer duvida!

Falta saber onde raio está a unanimidade a resolver os problemas da nação, crise, financiamento de empresas e familias, pobreza generalizada. 

Estamos a brincar a quê? Policias e ladrões? Às casinhas de bonecas? 

Não me fecundem, já não tenho idade para isso!   

Jack