março 28, 2011

Nós... e não é post de amor.



Estava para aqui a ler, e a pensar, muitas das vezes somos tão egoístazinhos... queremos o nosso bem estar, lamentamos o que não temos, reclamamos o que temos, damos e tiramos, sofremos, rimos, vivemos, desejamos, procuramos companhia, queremos ficar sós. Todos os nossos problemas são os piores, os mais difíceis de resolver, choramos amores que não nos querem e não nos merecem, gritamos aos quatro ventos as injustiças e crueldades do mundo.

Mas... Tão pequeninos que somos, a terra segue com as suas secas e tempestades, treme, entra em erupção, envia o mar pelo nosso território dentro... Um planeta em constante mutação, apenas o mais forte sobrevive. Terra apenas e só um dos biliões e biliões astros do universo.

E em que é que entra o universo?? É o sitio que temos a sorte de estar, em que a nossa imensa galáxia é só um pequeno nada na sua imensidão. Uma imensidão que em nada interessa e é completamente indiferente as nossas existência(zinha)s

E não obstante... eu tive... Tu tiveste, uma sorte do caraças.

Jack.

Sem comentários:

Enviar um comentário