janeiro 26, 2011

Jornalismo.



Num aeroporto qualquer ao entrar num avião (ah pois eu também ando de avião) da nossa companhia de bandeira (TAP) para os mais distraídos,deparo-me com um pequeno carrinho com as "news", cortesia da empresa que têm sempre os jornais da nossa Lusitânia antes de entrarmos no aeroplano. Como não gosto da bola...nem do record, pego num outro quotidiano qualquer.

Duas ou três paginas dedicadas ao estado da nação, de resto fala do CR9, Erica Aguiar (tenho que ver quem é esta personagem) Jorge jesus, publicidade, muita publicidade e mais um monte de noticias sensacionalistas.

Sei que Portugal geograficamente (que de resto somo tão ou mais grandes que os outros) é um país pequeno, somos 11 milhões se não somos estamos quase lá, as noticias de relevância não acontecem os dias todos, se bem que o que não é relevante para mim pode ser relevante para outra pessoa. O que me preocupa é as notícias de "encher chouriços, para "inglês ver" para se fazer muita pagina no jornal, chego à conclusão que quanto mais grosso é o jornal mais vende!

Tanta coisa que se passa por esse mundo afora, tanta coisa boa que fazemos, tanta descoberta, pessoas que fazem tudo para que este mundo seja um bom lugar para se estar, gente que se dedica aos outros incondicionalmente... anonimamente, com muita tristeza minha.
Gente que é pisada a toda a hora, que vive em condições que me pergunto "como é que conseguem sobreviver"?

Onde está o jornalismo?

O jornalismo que informa, que investiga, que denuncia, que nos mostra o que está mal? O jornalismo que nos faz ver mais além, que nos faz pensar?? Onde está?

Vão dizer-me que o jornalismo deve informar, não deve fazer pensar, mas não será o jornalista uma pessoa? E as pessoas têm opinião!! As opiniões não são para se concordar com elas, senão éramos como um bando de estorninhos que se limitam a escurecer o céu seguindo o chefe. O bom das opiniões é que se podem e dever discordar, desenvolver, melhorar.

É pena que que se siga a "easy way" que se fiquem pela noticia que vende, a noticia que é desprovida de interesse.

Mas o mal... minha boa gente!!

É que o POVO gosta! e compra e assim sendo e como se diz na minha aldeia, "Albarda-se o burro à vontade do dono"

Jack 

Sem comentários:

Enviar um comentário