dezembro 30, 2011

Viagem



Agarrou no carro, pegou nas poucas coisas que tinha, apanhou o gato que andava a correr de um lado para o outro como se nada se passasse, alheio a tudo, os gatos sempre tiveram essa faculdade de olhar para as coisas de um modo superior. Meteu o gato no carro e arrancou.

O caminho já conhecia, tinha-o feito umas tantas vezes que nem sequer se dignou a precisar o número exacto. Estranhamente, não pensou! Iria viver noutra casa, seria parte de outra família, visto que a dele se tinha desmoronado como um castelo de areia na subida da maré.
Não pensou, mania de fazer as coisas em cima do joelho, viver como uma mulher que pouco a pouco ia conhecendo, estaria preparado para ela e para a ajudar a levar a bagagem que trazia? Sim, todos nós trazemos as nossas merdas é como quando compramos um burro na feira acabamos sempre por trazer as moscas com ele mesmo sem as termos pago.

Não pensou que estava a atirar-se para a piscina sem ver se a mesma tinha água, sendo de signo carneiro é um facto normalíssimo. Não pensou em saber se tinha poder de encaixe para tantas situações, se era capaz de se calar e engolir em seco, se era capaz de fazer as concessões que uma vida a dois requer.
Não pensou, aliás quando se está apaixonado não se é capaz de ser racional, não se lembrou que talvez viesse a ter medo! Estranho, quase com quarenta anos e com medo! Medo é para os putos, que não sabem ainda o que querem da vida, não sabia o que queria mas sabia muito bem o que não queria, o que por si só é um excelente ponto de partida. É muito fácil dizer-se “ah que inseguro” quando não se quer compromisso tende-se sempre em se estar nas tintas, em não querer saber, é da natureza humana a reagir quando se é rejeitado, a fazer tudo porque está ferido no ego. Faz-se da pessoa que não quer saber a culpada das frustrações e também se faz dela uma tábua de salvação.

A sorte protege os audazes, sempre ouviu dizer enquanto conduzia naquela estrada que serpenteava (literalmente) a serra. Se porventura algum remorso viesse a ter não seria por certo o de não ter tentado, desde há pouco tempo que aprendera a viver com os seus traumazinhos de infância, tinha-se dito a ele próprio que se não se podia desfazer deles podia ao menos fazer deles uma motivação para seguir em frente e também ao saber que eles existem sabia como os minimizar.
Agora pensa, que talvez seja melhor que aquilo que pensava, que vale muito mais do que julgava, que cada dia que passa é um valor acrescido, como leu algures “não juntes dias à tua vida mas sim vida aos teus dias.” Um dia disseram-lhe:
- Tu não imaginas o valor que tens!

Agora começa a ter um pequeno vislumbre. “Sim” Diz-se, “eu valho muito mais que as pessoas pensam!”
Agora pensa, apesar de ter medo o que é um instinto primordial ou seja é da sobrevivência do individuo que se trata! E querendo viver muito tempo deve seguir em frente e como a sua avó lhe repetia “não há mal que sempre dure nem bem que nunca se acabe.”
Sai do carro procura o gato pegando-lhe ao colo sobe os poucos degraus e toca à campainha a porta abre-se e é recebido com um forte abraço e um beijo, afinal é bom estar em “CASA”.

dezembro 06, 2011

Claro!! É tão simples!




E tu és capaz de escrever para a avó?

novembro 28, 2011

Dogmas?



Pronto. Está tudo dito.

outubro 15, 2011

Caça às bruxas.

Em 23 de maio de 1536, foi instituída a Inquisição em Portugal. Sua primeira sede foi Évora, onde se achava a corte. Tal como nos demais reinos ibéricos, tornou-se um tribunal ao serviço da Coroa.

A bula Cum ad nihil magis foi publicada em Évora, onde então residia a Corte, em 22 de outubro de 1536. Toda a população foi convidada a denunciar os casos de heresia de que tivesse conhecimento.


Antes era a religião que reinava pelo medo!!! Durante 285 anos fizeram-se as maiores atrocidades que nem quero aqui dizer sob pena de ficar com náuseas...

Havia o inquisidor-mor e o comum invejoso que não gostava que o filho do vizinho lhe roubasse os figos acusando-o de heresia!


Agora temos A troika, o FMI, sucessivos governos de maioria do tipo muda a cor e toca o mesmo... A diferença??? Não vejo nenhuma!!!

Antes era Deus o todo poderoso que castigava e te fazia arder no inferno!!

Hoje é o Euro que todo poderoso te faz viver o terror de ires viver com o sem abrigo a quem deste uma nota de 5 euros há dois anos pelo natal!! Ele já está habituado!! E tu?? achas-te preparado???

Deixo-te com uma frase que toda a gente conhece mas desconhece por completo o seu significado!!

Vox Populi Suprema Lex Est


Jack

setembro 07, 2011

Coisas....



Após um longooooooooooooooooooooo período de reflexão e ponderação descobri que a língua portuguesa é tendenciosa. 

O que me levou a pensar!! 

Porque é que "um problema" "um imponderável" é no masculino? E "uma asneira" "uma catástrofe" é no feminino?? 

Hã??? 

(Não fui eu que inventei este idioma caso tenham queixas dirijam-se a quem de direito) 

Já agora é "um casamento""um divorcio" mas ainda ficam com "uma pensão de alimentos" afinal nem tudo é assim tão mau!!

setembro 01, 2011

Resoluções!!



A partir de hoje... Lavar a loiça toda no fim de jantar!!! Doravante... Ligar a maquina do café só quando a mesma for precisa!! Desligar router, TV, box e PC quando for para a cama...

Pronto... Quando tiver mais resoluções virei fazer um update... Nem que seja as famosas resoluções de final de ano.

Até lá... façam alguém feliz, se não forem capazes ao menos não o deixem triste.

Jack.

agosto 15, 2011

Cronicas da vida de um Gajo qualquer.





Decorria o ano de 199....e não sei quantos!!! de um verão quente, aliás todos os Estios são quentes, e eram cinco da tarde...

-Despachem-se, temos que ir à Pont'Aveleira ainda!!
A Pont'Aveleira era um enorme poço que se formara na junção entre duas ribeiras uma delas era a que dividia a minha Aldeia ao meio, arrumamos tudo, todos dentro da carrinha os vidros abertos para entrar o o ar que a toyota Hiace cortava.
-Vamos à Pont'Aveleira depois vamos até às Meãs! as "francesas" já cá estão todas!!
-Sim, vamos lá meter nojo!!

E estava feito o programa! As francesas eram filhas de emigrantes, que a cada inicio de Agosto chegava com os pais para uma merecidas (digo eu) férias na terrinha! E nós cá estávamos para as receber de braços abertos, Claro que para mim e o meu "fratello" o francês não era nada de mais, afinal era a nossa língua antes de vir para Portugal, o que nos dava uma ligeira vantagem.

Terminado o banho no poço, ir a casa comer algo, botar uma roupas decentes, um colete de ganga todo riscado a esferográfica com símbolos que nem eu sabia o que eram (e fui eu que os fiz)!!! Lá fomos para a aldeia do lado, nesse ano, tinha vindo uma "avec" nova, Celine de seu nome, cabelos longos apanhados, com uns óculos que nem me recorda a marca mas que lhe ficam bem! ficamos a falar um pouco...
-Oh, Jack andaaaaaa!!! estão ali a dizer que nos querem malhar aos matraquilhos!!
- Sim, sim... excuse moi j'y vais la haut jouer au baby-foot, tu veut venir?
Ela disse que não com a cabeça!
- "Que raio de altura para jogar aos matrecos" !!!
Lá fui eu para dentro da casa do povo jogar, ganhei, voltei a ganhar, e mais...e mais...até que disse à cambada que não queria jogar mais, queria lá saber dos bonecos para alguma coisa!! de repente aparece a moça dos cabelos longos, com a sua primita de sete anos, perguntei se tomavam alguma coisa, encolheram os ombros...e eis que a pequenita se virou para mim e me disse...
-Jack, Elle t'aime...
-Oui je sais, moi aussi je vous aime.
-Non... pas comme ça!! elle t'aime même...

(como poderia alguém amar outro alguém em três horas? foi a minha primeira pergunta...e como poderia alguém amar-me?? a mim?? ao eu?? ao je?? naaaaa... a mim ninguém me ama, nunca ninguém me quis... )
Ali... sem saber o que dizer...olhei para a menina dos longos cabelos, corei, descorei, mudei de cor vinte mil vezes e até olhei para o chão...
-On vas dehors!!
Acabei por diz!!!
______________________

Corpo de linho, lábios de mosto
Meu corpo lindo, meu fogo posto
Eira de milho, luar de Agosto

agosto 02, 2011

Lugar (fora do) Comum

Já estiveste em algum lugar em que o tempo se esqueceu de passar???



Por mais tempo que por ti passe... E mais que te preocupes... Chegas à conclusão que afinal p'ra quê tanta pressa??!!!



Um local que após uma eternidade sem lá ires... parece que foi há segundo que dali saíste!



Há lugares assim... Eu sei que há.



Quanto tempo faz que não vais ver o tempo parado??
Jack.

julho 29, 2011

Já pensaram....

É que não custa mesmo nada!!!


 
 

julho 26, 2011

Sentes-te com sorte???

julho 24, 2011

Estive a pensar.




E descobri porque o ar está fresco logo de manhã!!!


Porque passou a noite toda na rua!!

Jack.

julho 15, 2011

Estive a pensar...

Hoje durante a noite...
(Também penso durante a noite! )

Aí apareceu a duvida!!!



Se o meu computador tiver pouca memória!!

Será que corro o risco de ele se esquecer de mim??? 

 Jack

julho 07, 2011

Estive a pensar...





Devido às reclamações de gente que diz
que as eólicas causam um grande impacto paisagístico...

Eu...moi..o je!! O próprio!!!!
Acabei de ter um ataque de inteligência!!!

Para não causar tanto impacto paisagístico,proponho;
...
que se enterrem as ventoinhas!!!

Jack.

junho 23, 2011

Afinal...





Vejam este video em full screen.

Após uma hora a viajar à velocidade da luz a nossa casa não passa de um pequeno ponto.
Depois de termos viajado até ao limite do tempo e do espaço e de regresso digam lá se não sentem um certo alivio a voltar ao nosso planeta...ao nosso pequeno ponto.

Somos pequenos milagres neste pequeno ponto, com a faculdade de sentir e se questionar sobre a vida tal como a conhecemos abrindo portas, excluindo dogmas, partilhando conhecimento e humildemente reconhecer que cada dia que acordamos é como se a humanidade acertasse o euromilhoes à escala cósmica.

We are a way for the Cosmos to know itself

Carl Sagan

Jack.

junho 16, 2011





Saí do pé de ti ontem... já o sol se tinha ido embora, dando lugar à luz ténue dos candeeiros. Pareciam que adivinhavam o que se iria repetir. Sinto saudades, raio das luzes dos postes. Estou a ser mau, a parca iluminação nocturna não tem culpa e se saudades não sentisse de certeza que me iriam fazer falta é algo como a lâmpadas de luz amarelada ao longo da estrada de dia não se vêem e de noite são precisas.

Ao pé de ti saudades não tenho, aliás, ao pé de ti nada de mal me acontece. Sou o mais forte, o mais valente...O mais mimalho, o mais... Ao teu colo, nos teus braços, mal algum me atingirá...nem mesmo as saudades.

És sol...

E quando te vais!!!...

Raio das luzes... acabo sempre por colocar a culpa a quem brilha menos.

Jack.

junho 04, 2011

Estive a pensar!

Pois... Desta vez é assunto sério. 

 


Porque estive a pensar com muita força. 

Estive a olhar para as pernas das moças e.... Pensei... 


Se a mentira tem a perna curta, a coitada deve ficar muitíssimo mal de mini saia
Jack.

maio 31, 2011

E se...



Se tentar-mos ser bons...a nobreza da vida há-de trazer-nos calma e serenidade!!



Continuemos a acreditar nos nossos sonhos...que eles se podem realizar!

Paz, calma e preserverança...são coisas que se aprendem, não que se nasce com... 



Jack

maio 18, 2011

E eu...

Já se sentiram como uma ave migratória que quando chega o outono e o frio e sentem aquele chamamento para um lugar mais quente?? Aquele instinto que vos chama e não vos pára de acelerar o coração?? O pensamento que bate como um martelo numa bigorna?? Tim...tim...tim...



Já se sentiram como se já não se é mais preciso e se não se for embora acaba-se por se perder a pouca sanidade mental que ainda se tem??

Já sentiram que o Verão acabou... E que se tem que ir embora??

Por certo sim, pois para mim, aqui e agora...

O Verão acabou.

Jack.

maio 16, 2011

Tiveste azar pah!!!

As coisas em si mesmas não são nem boas nem más, é o pensamento que as torna dessa ou daquela forma.
Hamlet (1600-1601) Ato II - Cena II
Shakespeare
 
 

Tiveste azar Dominique Strauss-Kahn … Quem te mandou ir para tão longe para te deixares abarbatar pelos americanos?

 Coitado, estava desesperado, chego a ter pena do (ex)Presidente do FMI. (mais valia que tivesse feito uma punheta) Então não é que se vai agarrar a uma empregada do hotel, o patrão do Fundo Monetário Internacional viu a moça no quarto numa altura em que saía, nu, da casa de banho. Nesse momento tê-la-á agarrado e deitando-a na cama, forçando a prática de sexo oral. Tst…tst…tst… Não se faz, menino mau, que vai levar tau tau…

A senhora conseguiu desembaraçar-se do energúmeno e fugiu dando o alarme enquanto o mister se meteu a caminho de França… Azar, apanharam-no dez minutos antes do vôo…

Lá nos Estates o gajo é acusado de sete crimes pela justiça norte-americana e são passíveis de uma pena de prisão que poderá atingir os 74 anos e três meses… Ups… Uma carreira deitada fora por um impulso instintivo, tanto guito que o tipo tem e gere podia-se pagar as melhores putas (com todo o respeito pelas mesmas) do mundo e vai obrigar uma rapariga de 32 anos a fazer-lhe um broche… Não se faz… não, não, não…e NÃO. 

Um tipo que pensa que uma mulher é algo que existe para lhe satisfazer as suas necessidades deveria era ser condenado por duas existências a ver o sol por uma pequena brecha de 5 cm₂.

Tiveste azar Dominique Strauss-Kahn … Porque se fosse em Portugal, serias por certo tratado com um prisioneiro VIP e serias condenado a 5 anos de pena suspensa como o Psiquiatra da Foz (Porto) o mui execrável e ignóbil Dr. João Vasconcelos Vilas Boas



P.S:
Não, não sou dos que dizem que em Portugal só se faz coisas más, não sou como o Medina Carreira que só diz mal sem apresentar qualquer solução, não sou como os políticos do bota abaixo só para poder ter um tacho (se bem que a mim um Wok me daria jeito nesta altura do campeonato). Só que o modelo Latino (ver Itália, Espanha, França) de gerir a sociedade, politico, da justiça... está mais que provado que não funciona e insistem e insistem, siga-se o exemplo dos país Nórdicos, da Holanda... suíço...

Tenho orgulho em ser português, é com tristeza que vejo um povo que tem todas as possibilidades para ser um dos melhores afundar-se atrás dos piores...

 Jack.

maio 04, 2011

Estive a pensar...





Andava pelos "sites" da ciência a satisfazer a minha curiosidade em que me deparei com a história da lei da gravidade e que fala que Newton ao ver uma maçã cair se perguntou o que a atraía para o chão.

A famosa maçã de Newton!!!
Por que uma maçã cai da macieira para o chão, em vez de flutuar? perguntou ele! depois de muito estudos e pesquisa ele explica:

"Todos os objectos no Universo atraem todos os outros objectos com uma força direccionada ao longo da linha que passa pelos centros dos dois objectos, e que é proporcional ao produto das suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da separação entre os dois objectos."

F=G (m_1 m_2)/r^2

Onde:

* F = força gravitacional entre dois objectos
* m1 = massa do primeiro objecto
* m2 = massa do segundo objecto
* r = distância entre os centros de massa dos objectos
* G = constante universal da gravitação

O que me levou a concluir... que um ser humano que se atire do nono andar...

É uma maçã!!!

abril 14, 2011

Pandora.

Ontem senti-me como o Jake Sully do Avatar. No meio dos Omaticaya.

Aliás, sou eu mesmo...




"A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade deprava-o e torna-o miserável." 
(Jean-Jacques Rousseau)



Há coisas que fazer sorrir e devo agradecer à mãe Gaia os sorrisos da tarde de ontem.



"A natureza é sábia e justa. O vento sacode as árvores, move os galhos, para que todas as folhas tenham o seu momento de ver o sol."
(Humberto de Campos)

São mesmo estes pardalitos, que alheios aos problemas que atormentam os humanos continuam espalhado sorrisos...Mas só para quem merece.

 Jack

abril 11, 2011

Algo bonito...



Escrever algo bonito!!!


Meto-me em cada uma!!!

Escrever algo que seja belo! Estarei a ser presunçoso, arrogante..

Belo..

Ou talvez a subestimar-me como me disseram nestas férias. Pensar que o que de belo que há para se ler ou descrever  já foi escrito!
Ou provavelmente ainda nem sequer foi imaginado!

Algo lindo!!!

Afinal o que é lindo?

Adoro Van Gogh!
Mas tem quem diga que não gosta!
Gosto de musica clássica!
Alguém me diz que tenho a mania que sou erudito!
Amo ler!
Disseram-me que quem não tem estudos não serve de nada!
Tenho um encanto estranho pela cor lilás!
Mas dizem que não é uma cor masculina!
Sou viciado em café!!
Avisaram-me que faz mal!
Devoro chocolate..preto de preferência
Alertaram que em excesso provoca o colesterol!
A minha tentação em estar no alto da montanha a levar com o vento na cara!!
Chamam-me solitário!

Tudo isto para chegar a uma conclusão óbvia.

O conceito de beleza depende e está nos olhos de quem a vê!

Escrevi este monte de letras... que haverá quem dirá que é feio e que nem sentido faz! Mas gosto...Porque fui eu que escrevi... Vejo o mundo com os meus olhos. Pode ser um mundo estranho, distorcido, esquisito, habitado por estranhas criaturas. Mas será o meu mundo estranho assim tão diferente do teu??

Como diz António Gedeão.

"Onde Sancho vê moinhos, D.Quixote vê gigantes. Vê moinhos? São moinhos! Vê gigantes? São gigantes!"

 

Pronto... eis algo bonito. E acho.


Jack.

abril 08, 2011

Um dia...



É uma frase...
Porque vou adiar esse dia ao infinito,
Se sou o que sou a mim devo,
Não me comparo com quem tem mais ou tem menos.
Um dia...
que quando for como os outros deixarei que a terra me leve...

Um dia...
Não que não seja hoje... serei
Mas não vou ser comparado, nem seque igualado
Um dia chegarei ao fim, primeiro que muitos
Mas onde tantos já chegaram...

Um dia hei-de ser idiota, sem ideias
Outro dia virá penso eu...pacientemente esperado
E assim passando segundos que se transformam em anos
vou sendo eu...Umas vezes assim outras nem por isso

Um dia...Sim!!!

Um dia... vou ser o que não sou.
Até lá limito-me a ser eu.

 Jack

março 28, 2011

Nós... e não é post de amor.



Estava para aqui a ler, e a pensar, muitas das vezes somos tão egoístazinhos... queremos o nosso bem estar, lamentamos o que não temos, reclamamos o que temos, damos e tiramos, sofremos, rimos, vivemos, desejamos, procuramos companhia, queremos ficar sós. Todos os nossos problemas são os piores, os mais difíceis de resolver, choramos amores que não nos querem e não nos merecem, gritamos aos quatro ventos as injustiças e crueldades do mundo.

Mas... Tão pequeninos que somos, a terra segue com as suas secas e tempestades, treme, entra em erupção, envia o mar pelo nosso território dentro... Um planeta em constante mutação, apenas o mais forte sobrevive. Terra apenas e só um dos biliões e biliões astros do universo.

E em que é que entra o universo?? É o sitio que temos a sorte de estar, em que a nossa imensa galáxia é só um pequeno nada na sua imensidão. Uma imensidão que em nada interessa e é completamente indiferente as nossas existência(zinha)s

E não obstante... eu tive... Tu tiveste, uma sorte do caraças.

Jack.

março 18, 2011

Quando...


Quando te deres conta que me amas...


O vento soprará de norte.

Jack.


março 09, 2011

Sabes???


Sabes o que me sabia bem??? um beijo e um abraço dos teus em que tu me apertas e te fundes em mim... nem sabes o quanto me saberia bem!!! Mesmo que imagines, ou mesmo que desejes... egoísta me confesso, não desejas tanto quanto eu.



 Assim, ridículo como sempre... do teu gajo que não existe.

Jack

fevereiro 26, 2011

Crónicas de um gajo qualquer...



Toca o despertador...Telemóvel, hoje em dia o despertador é o telemóvel, Tinha-se deitado cedo, sabendo que no dia seguinte era dia de work, "raio tanto work!!!" pensava!!! O que o alentava eram as fotos que tinha no pc, que via, revia, voltava a ver sempre como se da primeira vez se tratasse e a musica, ah.. A musica, não concebia o mundo sem melodias que ouvia sempre, em qualquer lado e dependendo da circunstância, era o que se chama um ecléctico, não daqueles que se diz só porque fica bem, que é uma palavra que intelectualmente fina mas sim porque tanto ouvia uma cantiga do Tony Carreira, AC/DC como uma balada dos Scorpions ou Katie Melua e até mesmo uma sonata de Bach ou Schubert.

Deitara-se, na esperança de depressa adormecer, estranho, não tinha ouvido aquela voz, sentia-se como se estivesse a ressacar, aquela voz, melodiosa... fechou os olhos, ali era ele que mandava, era o seu mundo, estava quem ele quisesse, quem queria ouvir, era capaz de separar os sons e desligar os que não queria ouvir, escolhia as cores, ora as do por do sol, ora a luz suave de uma vela, escolhia os cheiros, cheiro de terra molhada num mês de Agosto, a amoras, a pinheiro bravo, a livros...o cheiro da sua pele..
O perfume dos seus cabelos... o odor do seu olhar...

Como dormir naquele mundo?? Um mundo feito por medida...

Os inconvenientes dos mundos perfeitos...

De repente ouve-se vindo de fora,

"Deixa eu dizer que te amo
Deixa eu pensar em você
Isso me acalma, me acolhe a alma
Isso me ajuda a viver"


A musica da Marisa Monte, que trazia como despertar, desde que uma vez no msn ela lhe enviara o link do Tubo.

Maldito despertador... pensou ele, Olhando em volta... E abrindo a boca disse
"tenho saudades tuas, senhora dos meus ais e mundos perfeitos."

Jack

fevereiro 11, 2011

Across The Universe



Queres vir comigo???

janeiro 29, 2011

Porque me apetece!



Hoje escrevo só porque me apetece, não porque estive a pensar. Escrevo só porque sim, não que vos deva explicações ou me tenha que justificar. Estive a desfolhar com desassossego o livro do F.P.

Por vezes não o entendo, por outras vezes há palavras que se fosse eu a escreve-las não era novidades nenhuma, não que queira ter a presunção de me comparar a Ele, mas descreve de tal forma o que sinto que é assombroso. Eis um trecho.

"Nada o obrigara nunca a fazer nada. Em criança passara isoladamente. Aconteceu que nunca passou por nenhum agrupamento. Nunca frequentara um curso. Não pertencera nunca a uma multidão. Dera-se com ele o curioso fenómeno que com tantos - quem sabe, vendo bem, se com todos? - se dá, de as circunstâncias ocasionais da sua vida se terem talhado à imagem e semelhança da direcção dos seus instintos, de inércia todos, e de afastamento.

Nunca teve de se defrontar com as exigências do estado ou da sociedade. Às próprias exigências dos seus instintos ele se furtou. Nada o aproximou nunca nem de amigos nem de amantes."


Nunca ninguém me obrigou a ler, a querer saber, nunca ninguém me obrigou a gostar, ninguém é obrigado a amar, diz-se que é genético, que está no sangue, que esteja. A mim... A vontade de ler veio da minha professora Delfina e de um livro que se intitulava "As aventura de João Sem Medo"
de José Gomes Ferreira. 

Sou como sou, só há dois tipos de pessoas... As que gostam de mim e as que ainda não me conhecem. Quem eu conheci e se foi, não sabe o que perdeu, a quem eu conheço e está, que tome conta, a que eu vou conhecer e vai estar, não se irá arrepender.

Pronto, já escrevi. Apenas e só porque me apeteceu.

janeiro 26, 2011

Jornalismo.



Num aeroporto qualquer ao entrar num avião (ah pois eu também ando de avião) da nossa companhia de bandeira (TAP) para os mais distraídos,deparo-me com um pequeno carrinho com as "news", cortesia da empresa que têm sempre os jornais da nossa Lusitânia antes de entrarmos no aeroplano. Como não gosto da bola...nem do record, pego num outro quotidiano qualquer.

Duas ou três paginas dedicadas ao estado da nação, de resto fala do CR9, Erica Aguiar (tenho que ver quem é esta personagem) Jorge jesus, publicidade, muita publicidade e mais um monte de noticias sensacionalistas.

Sei que Portugal geograficamente (que de resto somo tão ou mais grandes que os outros) é um país pequeno, somos 11 milhões se não somos estamos quase lá, as noticias de relevância não acontecem os dias todos, se bem que o que não é relevante para mim pode ser relevante para outra pessoa. O que me preocupa é as notícias de "encher chouriços, para "inglês ver" para se fazer muita pagina no jornal, chego à conclusão que quanto mais grosso é o jornal mais vende!

Tanta coisa que se passa por esse mundo afora, tanta coisa boa que fazemos, tanta descoberta, pessoas que fazem tudo para que este mundo seja um bom lugar para se estar, gente que se dedica aos outros incondicionalmente... anonimamente, com muita tristeza minha.
Gente que é pisada a toda a hora, que vive em condições que me pergunto "como é que conseguem sobreviver"?

Onde está o jornalismo?

O jornalismo que informa, que investiga, que denuncia, que nos mostra o que está mal? O jornalismo que nos faz ver mais além, que nos faz pensar?? Onde está?

Vão dizer-me que o jornalismo deve informar, não deve fazer pensar, mas não será o jornalista uma pessoa? E as pessoas têm opinião!! As opiniões não são para se concordar com elas, senão éramos como um bando de estorninhos que se limitam a escurecer o céu seguindo o chefe. O bom das opiniões é que se podem e dever discordar, desenvolver, melhorar.

É pena que que se siga a "easy way" que se fiquem pela noticia que vende, a noticia que é desprovida de interesse.

Mas o mal... minha boa gente!!

É que o POVO gosta! e compra e assim sendo e como se diz na minha aldeia, "Albarda-se o burro à vontade do dono"

Jack 

janeiro 24, 2011

Key...



  keyboard not found. Press any key to continue.

Tanto reclamar...


Mas... Está como o povo quer, o povo não reclama, não usa o seu dever e direito de cidadania, é um "laisser faire, laisser aller" é um voto na república das bananas, a impunidade, o falar para não estar calado... o povo gosta, encolhe os ombros, vira as costas, fica em casa ou vai para o centro comercial ver montras como se de um dia normal se tratasse... o povo gosta, o povo cala, e quem cala consente.


"O facto de se dizer
-Ah... eu sozinho não valho nada!
- Os outro não fazem porque raio vou eu fazer? 


É dever do cidadão fazer com que a lei seja cumprida senão passa a ser cúmplice.Que como se diz na minha parvalheira "tanto é ladrão o que vai à vinha como aquele que fica à porta" É dever respeitar a vida seja ela qual for!Todos temos o dever de participar para um sociedade justa e tolerante! Um... pode fazer tanta coisa!!! É parte activa do mundo que vive! façam por fazer a diferença!Não mais um..do rebanho!

Fui ao site do governo e tirei algumas partes da Constituição

Artigo 66.º
(Ambiente e qualidade de vida)

1. Todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o dever de o defender.


Para ter há que preservar,
Não é??

Artigo 21.º
(Direito de resistência)

Todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão, quando não seja possível recorrer à autoridade pública.


Actualmente todos temos um telemóvel! Custa ver gente a ser maltratada e pessoas que passam viram a cara para o lado, ver a casa do vizinho a ser assaltada e ficar feito rato metido em casa! Uma mulher a ser assaltada e nada fazer! Com a simples desculpa (como se fossem as mais corajosas pessoas do mundo)

- Ah eu não estou para me chatear...

Ratos..

Artigo 48.º
(Participação na vida pública)

1. Todos os cidadãos têm o direito de tomar parte na vida política e na direcção dos assuntos públicos do país, directamente ou por intermédio de representantes livremente eleitos.


Não é preciso ter o primo que conhece alguém que é deputado.Todos somos responsáveis (quem vota) pelos nossos governantes eles devem ser pressionados a bem fazer o seu trabalho! Porque é sobre pressão que surgem as melhores ideias.Se ninguém diz nada o governo limita-se a fazer passar os dias esperando as próximas eleições!

Somos o povo..

" Salus populi suprema lex esto"



Já agora...

"Os deveres dos cidadãos consistem, no fundo, num conjunto de obrigações para com quem garante os seus direitos e para com os outros cidadãos. Estas obrigações são, por exemplo:

* o pagamento de impostos;
* o uso de serviços públicos;
* o pagamento da segurança social;
* o cumprimento da Lei;
* o respeito pela autoridade;
* a preservação do meio ambiente;
* o respeito pelas regras de tolerância e cortesia no relacionamento com outros cidadãos."

Tirado daqui, site do governo onde está editada a constituição. 


E assim tenho a certeza que Portugal será um bom país para viver.

Jack

janeiro 23, 2011

Até nós fazemos milagres.







É estranho como a vida pode ser uma surpresa, ou por vezes é surpreendentemente estranha , uma vida com tudo mas sem loucura é como um dia sem sol ou uma noite sem estrela polar, preocupamo-nos com "des petits riens" deixando escapar as coisas que realmente são importantes e nos fazem sentir vivos...

Um nascer do sol, um sorriso, um "adoro-te", ver um filme e chorar no fim como um tolo, cheirar o frio da manhã, um abraço, um alô, um "estou aqui", esticar os músculos depois de 40 minutos de corrida, um banho após um dia de trabalho, dormir agarradinho e encaixadinho, levar com o vento na cara no alto de uma montanha, sentir o calor do sol na pele, aquela conversa... aquele livro, aquela pessoa...

Pequenos grandes nadas, que nos fazem sentir vivos e enquanto não no damos conta que vamos morrer, vivamos cada dia como se de um milagre se tratasse, o que de facto...

É.

Jack.

janeiro 20, 2011

Sou...

A melhor coisa para resolver um problema é admitir que ele realmente existe...


Pronto... sou um viciado!!

janeiro 18, 2011

Esta noite...


Darei de presente o teu sorriso à lua... 
repetindo o que te disse um dia, " a luz da lua fica mais bonita com o teu sorriso"

janeiro 17, 2011


Bem, , editei uma imagem que encontrei no google com uma pequena legenda , ver blog anterior...

Mas o que me deixou a pensar, foi o comentário, e também uns dias atrás, num programa da Antena 3 " Conversa de Raparigas" também falaram no que vou agora expor.

Em termos gerais as mulheres têm saudades do "homo sapiens" não domesticado, mas a culpa não é dos gajos, é vossa minhas senhoras, vocês moldaram o homem a vosso gosto, um homem que fala de fraldas, de moveis, de revistas de beleza, um homem que passa a ferro, lava a loiça, pensa no que vai ser o almoço de amanhã, que vos pergunta qual é o melhor detergente para a roupa, um homem que já não vos ouve, mas sim o contrário. Já não há conversa que dê luta.

Queriam um tipo que vos fizesse as vontades, agora queixam-se!!! Sentem saudades dos machos (entenda-se que não é aquele macho que manda escarretas para o chão, que bate na namorada/mulher, que só pensa e bola) um macho, que vos arrebate, que vos tire do lugar, que vos desafie e não vos esteja sempre a agradar ou a tentar, querem um homem que também tome a iniciativa, que vos agarre na mão e diga- “hoje quem manda sou eu!”

Às meninas... não exigiam tanto, que por vezes aqui deste lado acabamos por pensar que “é areia demais para a minha camioneta” depois só há duas opções, ou se compra um camião para caber a areia toda, ou se acaba por ir aonde há menos areia.

Considerando que o ser humano é um ser insatisfeito... aqui também incluo as mulheres.

janeiro 15, 2011

Um dia qualquer..

Pego em ti...e mesmo que não queiras...



Levo-te para longe...

janeiro 14, 2011

Coisas a Fazer...


Além de ser o Jack sou também um comum mortal!!! sou como os nossos politicos "acumulo" funções mas sem auferir dois salários, maldita crise, agora que penso!! Poderia ter dois ordenados e olha... e tudo o vento ups..a crise levou. Mas isto não interessa para nada, como diz a nossa Teresa Guilherme.

Vou fazer uma lista do que penso fazer este ano, (era para ter feito nos últimos dias do ano velho mas o tempo já era pouco) pode ser que alguém se inspire...

Vou aprender matemática e filosofia, descobri que o meu francês está enferrujado vou ter que comprar um ou dois livros na língua de Molière e ir passar uns fins de semana a Genéve ou Lausanne ou Lyon. Já agora, no inicio do ano disse que também me iria iniciar no chinês.

Ser mais assertivo, agradar mais a mim que aos outros, não que eles não mereçam mas eu mereço mais. Trocar o carro, comprar uma maquina fotográfica em condições. Ir a uma cidade que não conheça...pronto duas cidades. Começar a ir dar umas corriditas, ou ir ao ginásio... escrever, pois, se não escrever começam logo a reclamar!!!

Dormir ao menos oito horas por dia e pelo meio disto tudo vou ter que arranjar tempo para sexo, nem que para isso tenha que acordar...  mas não excluindo a possibilidade que me acordem!!!


Haja Hoje para tanto Ontem

(Paulo Leminski)



The Jack

janeiro 05, 2011

No meu jardim de Inverno.



Sempre que em ti penso... 
Fico com saudades de mim.