outubro 17, 2009

Ódios...




Ainda falando dos recentes acontecimentos!
De toda a celeuma provocada por um vídeo infeliz!
Do ódio, da intolerância, do preconceito, da falta de educação, que li
aí por essa blogosfera.

É estranho que um povo com mais de mil anos de história, que foi
o primeiro país a abolir a pena de morte, que foi dono de mais de meio
mundo!
Sofra agora de um complexo de inferioridade, de um preconceito racial,
que mete medo!

Sempre fomos um povo de emigrantes! muitos foram procurar a "arvore das patacas"
e por lá ficaram! estamos nos quatro cantos do mundo! sempre fomos respeitados
o facto de ser PORTUGUÊS é uma forma de estar, de orgulho.
Não justifica a falta de atitude, a falta de educação.

Eu estou na Suíça desde Março de 2001, aqui os quem vem trabalhar
sujeitam-se a fazer o que lhe mandam e tentam fazer bem feito.
Ás segundas feira não se falta, fazem horas ao sábado!
Dá-se o melhor todos os dias os dias todos! trabalham com brio.
Seguem as regras, aprendem a falar, são "Tugas" desenrascados.

O que me dá pena é que na Lusitânia a falta de brio, de profissionalismo,
ainda a mentalidade do "Orgulhosamente sós"

"Sofremos desse mal: ui, o Salazar – esse é que era um homem sério! Ainda hoje,
trinta e cinco anos depois do 25 de Abril, tendemos a ver seriedade no rosto
inexpressivo de um mono, honestidade no cheiro a mofo das suas palavras.
Estamos ainda a libertar-nos."
Citando o Marco Santos

É pena, que ainda parece que tenhamos medo de rir! olhando para os lados
a ver se há algum "bufo"
É pena que nos tenhamos tornado num povo carrancudo que diz mal de tudo,
deixando problemas essenciais para trás das costas!
Pena é que andem todos em rebanhos...com medo de pensar pelas suas cabeças.
Um povo que se deixa pisar por gente corrupta, lobbies, caciquismos, compadrios
gente que tem medo de se indignar de fazer valer os seu direitos...mas que também
não cumpre com os seus deveres...

Deixo-vos com uma citação do Carl Sagan

"Mesmo um exame superficial da história revela que nós, seres humanos,temos uma triste tendência para cometer os mesmos erros repetidas vezes.Temos medo dos desconhecidos ou de qualquer pessoa que seja um pouco diferente de nós.Quando ficamos assustados, começamos a ser agressivos para as pessoas que nos rodeiam.Temos botões de fácil acesso que, quando carregamos neles, libertam emoções poderosas.
Podemos ser manipulados até extremos de insensatez por políticos espertos.Dêem-nos o tipo de chefe certo e, tal como o mais sugestionável paciente doterapeuta pela hipnose, faremos de bom grado quase tudo o que ele quer– mesmo coisas que sabemos serem erradas."

IN O Mundo Infestado de Demónios



O Jack

1 comentário: