maio 08, 2009

Amar...ou (des)amar...



























o que importa é ser feliz!!!
Todos já ouviram ou viram talvez já viveram grandes historias de amor: Romeu e Julieta, a Cinderela, a Bela e o Monstro, Pretty Woman, (quem não se lembra? )
Ghost, Pedro e Inês de Castro, o Fulano tal com a tipa da livraria...
tem mil e uma historias de amor e desamores...
Falam-me muitas vezes que tal relação não vai funcionar, as diferenças são muitas, bla, bla, bla…..

A historia é a seguinte, ela é escrituraria, independente, tem uma excelente educação, dá por vezes importância a pequenos pormenores de “etiqueta”, mas no fundo é uma pessoa simples e prática (acho que já vem mesmo da educação), não vive na cidade mas está muito perto, portanto a maioria dos amigos são da cidade e parte da sua vida também.
Ele, simples, inteligente, culto, tem um trabalho um pouco mais sujo, educado, sem qualquer mania de etiqueta. Quanto mais simples e pratico melhor. Alguma vez pensou que fosse importante a forma de comer ou de sentar? Nunca! Uma pessoa completamente da aldeia, quase em todos os sentidos.
Ele e ela estão apaixonados………mas põem muitas vezes em causa essas “ditas” diferenças!
E vocês que me dizem? Acreditam que com o tempo o amor resiste, ultrapassa?
No início tudo é bonito mas……e depois? As cobranças, as culpas naquelas discussões inevitáveis……….
Eu sou dos que acreditam que tudo é possível com muito amor, podemos melhorar sempre se for o caso. Sou um optimista por natureza e quando se ama tudo é possível!
Deve-se renunciar ao amor por causa do status?
Da condição financeira? Se é de boas famílias?...
Ou amar... assim...sem complexos?...

(Isto é uma obra de ficção qualquer semelhança com a vida real terá sido mera
coincidência)

O Jack

4 comentários:

  1. O Amor não é composto por etiquetas, formas de estar ou de sentar; por cor de peles; crenças politicas ou religiosas... Logo está bem claro que o amor por si só resiste.

    AGORA... as pessoas é que criam estigmas dos quais não se conseguem "desenrascar" e está nos genes humanos complicar o que á partida é simples...

    LOGO... não há Amor que resista á pequenêz da ignorância.

    Eu acredito no Amor, vivo-o e quero continuar a vivê-lo, mesmo quando as circunstâncias da vida não são as mais favoráveis. Se não Amar, aí sim tudo se complica e a vida não tem sentido!

    Tampinhas

    ResponderEliminar
  2. O Amor sem compromissos é um amor veradadeiro'

    PC

    ResponderEliminar
  3. "Ainda que eu falasse a lingua dos anjos, sem amor eu nada seria..."

    Célia N

    ResponderEliminar
  4. Há demasiados preconceitos.....e muitas pessoas preconceituosas....o amor não ultrapassa tudo, mesmo quando julgamos q é um amor único e verdadeiro....

    beijos ...Pirata

    ResponderEliminar